quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Haiti: Eu acredito em milagre!



Não vejo outra forma de descrever algumas coisas que tem acontecido no Haiti, se não, como milagres. A última notícia miraculosa foi de um jovem de 28 anos que ficou soterrado durante 27 dias e sobreviveu. O terremoto devastou o país no dia 12 de janeiro, mas as buscas por sobreviventes não para, afinal de contas, pessoas vivas ainda estão sendo encontradas.

Segundo uma TV americana, o jovem informou que alguém levava água para ele enquanto estava soterrado. Muito magro e com grave desnutrição e desidratação, mas sem ferimentos graves, o jovem permanece sendo medicado. Se isso não é um milagre, o que será? Afinal de contas, milagre é um fato sobrenatural, aquilo que vai contra as leis da natureza e o que a própria ciência não consegue explicar.

Até mesmo os médicos ficaram surpresos com a situação: "Ele se salvou incrivelmente depois de 27 dias. É incrível, e estamos orgulhosos por tê-lo aqui", comentou o dr. Dushyantha Jayaweera, médico chefe. "Acho que (este caso) nos faz pensar sobre pessoas que não desistem de seus entes queridos, eles continuam procurando e tendo esperanças", estimou o médico.

E os milagres continuam a acontecer, vejam os relatos:

“‘Estamos surpresos dela ter sobrevivido. Ela diz que está presa desde o dia do terremoto, então provavelmente é verdade. Mas não conseguimos explicar o porquê’, dize a médica. A adolescente de 16 anos que foi retirada na quarta-feira, 27, dos escombros do terremoto do último dia 12 em Porto Príncipe, no Haiti, tem estado de saúde estável. Segundo os médicos, sua sobrevivência após 15 dias presa é inexplicável do ponto de vista clínico”.

“A anciã haitiana traiu todos os prognósticos da medicina e suportou 10 dias sob os escombros de sua própria casa, sem água e sem comida”.

Você acredita em milagres?


Um comentário:

Paulo Brasil - Através das Escrituras disse...

Dependendo da área de atuação - ou conhecimento - este termo tem significados um pouco diferente. Eu acredito em milagres, e fico feliz em saber que esse jovem sobreviveu tanto tempo. Causa-me dor saber que pessoas nas mesmas circuntâncias morreramà míngua. E quantas outras estão ainda sob os escombros.
Mas tecinicamente, milagre é outra coisa.
abs